quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Aviso Importante!



O NAAH/S, Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação, vem a público comunicar o início de mais uma de suas formações. Dessa vez oportunizando aos acadêmicos da UFAC, Universidade Federal do Acre, conhecer a temática da superdotação.
O curso "Altas Habilidades/Superdotação:um mundo de possibilidades" será realizado de 19/09 a 30/09. Turmas manhã e tarde.

Horário 
Manhã: das 8h às 12hs
Tarde: das 14h às 18hs 

Público Alvo: Acadêmicos da UFAC
Vagas limitadas: 50 em cada turno

O NAAH/S agradece a parceria firmada com a Universidade através do NAI (Núcleo de Apoio à Inclusão), que vem apoiando o processo de inclusão, que possibilitará a disseminação da temática superdotação a toda comunidade escolar da instituição.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Semana produtiva

De 15 a 19 de agosto, dando inicio a alguns novos processos de investigação. Novos talentos chegando!Os professores Lucilene Santana, Elizabeth Dias, Marco Melo, Taís Galdino, Geciane Martins e Anderson Fernando estiveram em campo realizando grandes tarefas.
















quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Encontro na AJAL

Dia 13 de agosto , pela manhã, ocorreu nas dependências da Academia Juvenil Acreana de Letras - AJAL, um café da manhã promovido pelo seu Presidente Jackson Viana. Estavam presentes na ocasião, membros da academia, escritores e os amantes da literatura. O encontro tinha como objetivo definir os detalhes sobre o espaço a ser ocupado na BIENAL DO LIVRO e um Concurso de Poesias promovido pela AJAL.



LANÇAMENTO DO LIVRO "CODINOME VALERY"


Sexta feira, dia 12/08, o NAAH/S, Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação, fez o lançamento do livro “Codinome Valery”, da  ex aluna Laura Almeida. A publicação só foi possível graças a elaboração de um projeto financiado pela Fundação Garibaldi Brasil. As Fundações de Cultura e do Estado e Município são parceiras do núcleo desde 2009.

A coordenação do NAAH/S agradece a presença de todos que compareceram ao evento, em especial ao Secretário de Educação do estado, Sr. Marco Brandão, que gentilmente nos honrou com sua presença. Também a  coordenadora da Educação Especial Úrsula Maia Nogueira, ao Deputado Estadual Daniel  Zen, que tem tido uma atenção especial  com o público alvo da Educação Especial e ao  Deputado Federal Léo de Brito que  sempre está voltado para a educação do nosso estado.

Laura foi identificada pelo NAAH/S em 2010, e logo se destacou pelas Habilidades demonstradas não só na área da escrita, mas dança e línguas estrangeiras. Acompanhada pela professora Taís Galdino, logo surgiu a ideia da publicação do livro, o qual já estava em andamento. A professora abraçou a causa com todo carinho apostando no potencial da aluna. Este é o quarto lançamento do NAAH/S dos livros dos alunos, em parceria com as Fundações de Cultura Garibaldi Brasil e Elias Mansour. Estado e município respectivamente. Na ocasião foi servido um coquetel para recepcionar o público que prestigiou o evento. Vale destacar que a Laura Almeida hoje é acadêmica da faculdade FAMETA, e cursa Biomedicina.

Melhores Momentos

Escritora Laura Almeida




Coordenadora do Ensino Especial Ursula Maia, Prof. Hadiane Perez e
Coordenadora do NAAH/S Brenda Nádyla


Coordenadora do NAAH/S Brenda Nádyla, Coordenadora do Ensino Especial Ursula Maia, Diretora do Dom Bosco Rosilda, Prof. Hadiane Perez e
Coordenadora do CAP-ACR Marcia Galvão


Representante do Curso de Biomedicina da FAMETA e Coordenadora do NAAH/S

Laura Almeida, Secretario de Educação Marco Brandão e
 Coordenadora do NAAH/S Brenda Nádyla


Laura Almeida apresentando A Dança do Ventre


Coordenadora do Ensino Especial Ursula Maia, Bruno Afonso, Secretario de Educação Marco Brandão, Coordenadora do NAAH/S Brenda Nádyla e Deputado Federal Léo Brito



Luís Eduardo, que fez a abertura do evento, é aluno identificado pelo NAAH/S
Fala das autoridades e Laura Almeida


Registrando a presença da Representante da Fundação Garibaldi Brasil e Presidente da Acadêmia Juvenil  Acreana de Letras Jackson Viana

Laura Almeida autografando o livro para o Deputado Federal Léo de Brito

Representante da Fundação Garibaldi Brasil, Professora Taís Galdino e Laura Almeida

Escritora Laura Almeida, Deputado Estadual Daniel Zen e pais da Laura



Laura Almeida e Ursula Maia - Coordenadora do Ensino Especial do Acre

Laura Almeida e sua Família


Laura Almeida e seus amigos

Laura e equipe do NAAH/S



Laura encantando com a Dança do Ventre


Equipe NAAH/S e Coordenadora do Ensino Especial Ursula Maia














terça-feira, 16 de agosto de 2016

Bate Papo Inteligente

A partir desse mês o nosso blog irá iniciar uma série de entrevistas com algumas personalidades de diversas áreas da nossa sociedade e pessoas que de alguma forma contribuem para abrilhantar este espaço. E há muito, uma pessoa me chama muito a atenção por estar sempre presente em todos os eventos voltados à educação e principalmente a educação especial. Estou falando de Daniel Zen, ex secretário de cultura, ex secretário de educação e hoje deputado estadual do nosso estado. No dia 27 de julho estivemos com ele em uma entrevista muito interessante. Fiquei encantada com a forma carinhosa com que recebeu o NAAH/S atencioso, gentil e demonstrou uma enorme sensibilidade no que se refere ao público alvo da educação especial. A seguir o primeiro bloco de nossa entrevista.


I BLOCO

Brenda: Olá Daniel, a gente (NAAH/S), planejou fazer uma entrevista com pessoas que representem um pouco da educação do Estado, e eu sei que você é muito envolvido, bastante até, e foi por isso que nós escolhemos você para iniciar nosso quadro de entrevistas.

Daniel: Obrigado.

Brenda: Porque eu acho que você vai ter muito a contribuir, como muitas pessoas conhecem você como deputado, tantos compromissos, mas não conhecem o Daniel Zen na sua intimidade, eu quero que você fale um pouco de você, o que te levou para a política, até porque é uma curiosidade minha também.

Daniel: Rss...Tá certo!

Brenda: Esse teu envolvimento com a educação especial, eu acho bastante interessante, porque é difícil, eu te vejo sempre em todos os compromissos, sempre ligado com as causas, então fala um pouco até para pessoas te conhecerem melhor.

Daniel: Bom, a política foi uma coisa meio natural, não foi algo planejado nem pensado. Na verdade, se eu for seguir a risca assim, o que eu pensei para minha vida profissional, eu entrei na faculdade de direito e a intenção inicial era prestar concurso público para magistratura. Quando era garoto eu pensava em ser juiz, e do final do primeiro para o segundo ano de faculdade eu já tinha mudado completamente de idéia, então já não me interessava prestar concurso para nenhuma dessas carreiras de Estado, da área jurídica, juiz, promotor nem advocacia pública. Então comecei a me interessar por certos caminhos que o direito podia levar também, aí me envolvi muito na militância do movimento estudantil, no movimento de cultura na faculdade, tocava numa banda de rock, participava muito das atividades esportivas, participei de algumas edições de jogos universitários, e depois me envolvi com o projeto de iniciação científica também na universidade. O que me despertou interesse para cursar o mestrado.
Assim que eu terminei a faculdade eu ingressei também em um programa de mestrado e a idéia era concluir e talvez prestar concurso para o Itamaraty, para seguir na área das relações públicas, que foi a minha área de mestrado em direito com concentração na área de relações internacionais. E aí pelo meio do caminho, sempre fazendo esse envolvimento com a área da cultura, quando eu não estava tocando em banda estava organizando festivais de música ou ajudando os amigos na produção cultural dos eventos musicais, dos shows das bandas dos amigos. Então, acabou que por esse envolvimento com a cultura, recebi o convite do ex governador Binho (Binho Marques) para presidir a Fundação Cultural do Estado, e isso deu uma guinada na minha vida porque o plano inicial era concluir o mestrado e talvez prestar concurso para essa área de relações internacionais. E daí foi vindo o envolvimento mais intenso com a área da cultura, para depois, quando nosso governador Tião foi eleito, me convidou para a educação.
As coisas foram acontecendo um pouco naturalmente, e nisso o envolvimento com a política não estava muito no script, e nem a gestão com a educação especial. Quando cheguei, procurei me reunir com todos os setores, todos os departamentos, essas coordenações, e uma das primeiras reuniões foi com a Úrsula e toda a sua equipe toda a educação especial, para tomar pé de como era esse desafio da educação inclusiva, como que era dar conta de toda essa pluralidade, essa diversidade de situações específicas dentro das escolas regulares, nas classes regulares. E aí ela me apresentou toda aquela problemática, todos os avanços que tinha acontecido, a implantação das salas de recursos, a capacitação profissional e todos os gargalos e dificuldades para ser cumprido e, por conta do histórico pessoal também, eu tenho uma prima que tem uma síndrome rara, a gente convive com ela desde criança, eu tive um primo distante que era esquizofrênico, tenho um irmão que teve uma perna amputada, então é deficiente físico, tenho uma esposa que sofreu um AVC isso mais recentemente, e tornou-se deficiente física por conta disso, porque teve sequelas bem graves na parte dos movimentos e tenho também um filho autista. Então isso tudo, a gente sempre teve essa convivência na família com pessoas dos mais diferentes tipos de deficiências, seja elas físicas ou intelectuais. E isso faz com que a gente tenha uma atenção dobrada e que é uma realidade do mundo.

Brenda: Verdade

Daniel: Agora tem pessoas que não sei por quais motivos se envergonham disso ou procuram esconder seus parentes, seus familiares que não são perfeitos, não é? Normais como as pessoas costumam dizer, ao invés de cantar a luta da quebra dos preconceitos, pela redução da discriminação, pela igualdade de direitos, e pela conquista de cada vez mais direitos dessas pessoas, então esse envolvimento com a educação especial e com as pessoas com deficiência de forma geral, e pouco também dessa vivência pessoal, familiar e do meu ciclo de amizades.











Seminário de Educação Especial

O Núcleo de Atividades  de Altas Habilidades/Superdotação – NAAH/S  prestigiou  neste dia 08 de dezembro o   Seminário de Educação Especial...